I M P O R T A N T E

As informações, sugestões e tratamentos citados neste blog e em seus links tem caráter apenas informativo, nunca substituindo a opinião ou conselho de seu médico.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Dia do portador de marcapassos




Em comemoração ao Dia do Portador de Marcapasso, 23 de setembro, cardiologistas de todo o Brasil vão promover uma campanha orientada pelo para orientar a população como identificar sua frequência cardíaca sem a necessidade de nenhum equipamento especial. Desta forma, é possível detectar alterações nos batimentos cardíacos, que podem ser indicativos de arritmias cardíacas.
Com o tema TOME UMA MEDIDA DE PULSO, médicos e profissionais da área de saúde vão orientar como medir a frequência cardíaca de forma bastante simples: pela medição dos batimentos no pulso.
O número de batimentos cardíacos considerado normal, em adulto, está entre 60 e 100 por minuto, ou um batimento por segundo. Abaixo desse valor, quando ocorrem batimentos cardíacos lentos ou a pessoa apresenta sintomas como tonturas, escurecimento visual, desmaios, sente-se cansada e frequentemente ofegante, ela deve procurar um cardiologista para avaliação e eventual tratamento. Em casos mais severos o tratamento pode ser o implante de marcapasso definitivo. 

Porque verificamos a frequência cardíaca no pulso?

Cada batimento cardíaco gera uma onda de pressão que é transmitida a todo organismo pelas artérias, com facilidade podemos palpar a artéria que passa pelo pulso, artéria radial.

Como medir a freqüência cardíaca.
Para medir a frequência de pulso coloque os dedos indicador e médio (nunca o polegar sobre o punho oposto, abaixo da base do polegar. Pressione levemente até sentir as pulsações. No início é mais difícil mas depois da primeira vez não erramos mais.
Para realizar a medida sinta os batimentos por 15 segundos e multiplique por 4, assim teremos a frequência cardíaca por minuto. Fácil assim.
Parabéns aos colegas do DECA pela organização da campanha


As informações contidas neste blog não substituem a consulta médica

 OBS: existem diversas postagens no blog sobre este tema

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Casado(a)? Sua chance de morrer por doença do coração pode ser menor!

Pessoas com doença cardíaca  casados apresentam menor risco de morte por doenças do coração assim como de outras doenças do que os não...