I M P O R T A N T E

As informações, sugestões e tratamentos citados neste blog e em seus links tem caráter apenas informativo, nunca substituindo a opinião ou conselho de seu médico.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Tenho arritmias, posso voar?



 


Em 2014, estimativas indicam que 3,3 bilhões de pessoas utilizaram transporte aéreo, com relatos de 1 morte súbita a bordo a cada  5,7 milhões de passageiros. Com o incremento do tráfego aéreo, bem como de idosos, não chega a surpreender o fato de que vêm aumentando as estatísticas de emergências médicas a bordo de aeronaves Neste contexto, com alguma frequência ouço a famosa pergunta,  "Doutor, posso voar?"
 Existem cuidados básicos que todos aqueles que fazem tratamento médico devem seguir: 
  1. Ter em mãos relatório médico sucinto de sua condição, bem como informações de contato do médico assistente;  
  2. Manter sempre consigo, a medicação de uso diário, evitando atrasos no horário em caso de extravio de bagagem; 
  3. Se você é portador de marcapasso ou desfibrilador leve sempre mais uma cópia de sua carteira de identificação, guardando em local diferente.
  4. Em caso de deslocamentos que impliquem em mudança importantes de fuso horário (mais de 3 hs), o médico deve ser consultado para avaliar se há necessidade de ajustar os horários de ingestão dos medicamentos.
  5. Informar-se sobre as condições de saúde pública do local de destino, adotando medidas preventivas quando indicado; 
  6. Quando em viagens internacionais, é altamente recomendado a compra de seguro-saúde pois os custos podem ser muito elevados.

Os textos contidos neste blog são apenas para informação. Em caso de dúvidas específicas, o médico deve ser consultado.

Os fabricantes de dispositivos de fitness ou qualquer dispositivo com sensores relacionados com a saúde, geralmente são cuidadosos e r...