I M P O R T A N T E

As informações, sugestões e tratamentos citados neste blog e em seus links tem caráter apenas informativo, nunca substituindo a opinião ou conselho de seu médico.

terça-feira, 9 de junho de 2015

Emagrecimento e arritmias cardiacas




  Sabemos que a fibrilação atrial é uma das arritmias mais frequentes podendo causar fraqueza, falta de ar e palpitações além de aumenta o risco de problemas mais graves, como acidente vascular cerebral (derrame).
  Estima-se que nos Estados Unidos cinco milhões de pessoas tenham fibrilação atrial, a grande maioria ainda sem diagnóstico. Sabemos também que aproximadamente 40 % dos americanos tem sobrepeso ou mesmo obesidade
   Estudo médico recente mostrou que o aumento de peso, além das outras consequências, também está associada com risco de fibrilação atrial.
  Este ano foi apresentado no congresso da Sociedade Americana de Cardiologia um importante trabalho que mostrou uma face muito promissora: a diminuição do peso também diminui o risco de fibrilação atrial e este efeito perdura enquanto o peso estiver controlado.
 "Os pacientes que perderam mais peso e mantiveram um peso mais estável ao longo de quatro anos, mostraram importante redução na fibrilação atrial e suas complicações" concluiram os autores.
 A perda de peso também levou a mudanças favoráveis ​​dos fatores de risco cardiovasculares, como a hipertensão arterial, apnéia do sono e diabetes, além de melhorias na função do coração."
 Os pesquisadores avaliaram 355 participantes por uma média de quatro anos. Todos os participantes eram obesos e tinham fibrilação atrial no início do estudo. Para incentivar a perda de peso, a clínica utilizada, uma abordagem motivacional, que incluiu três visitas por mês, orientação dietética detalhada, exercícios de baixa intensidade, aconselhamento e manutenção de uma dieta diária e diário de atividade física em pessoas de apoio.
 A perda de peso também foi associado com mudanças significativas no coração incluindo pressão arterial, colesterol e açúcar no sangue. É certo que todos os fatores juntos podem contribuir para a diminuição de derrames porem este estudo é o primeiro com acompanhamento de longo prazo e seus resultados são muito importantes pois já sabemos que o controle do peso traz diversos benefícios de saúde porém ele pode também estar vinculado a saúde do cérebro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dia do portador de marcapassos

Em comemoração ao  Dia do Portador de Marcapasso , 23 de setembro, cardiologistas de todo o Brasil vão promover uma campanha orienta...