I M P O R T A N T E

As informações, sugestões e tratamentos citados neste blog e em seus links tem caráter apenas informativo, nunca substituindo a opinião ou conselho de seu médico.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Palpitações: dúvida frequente no consultório


  Tenho episódios ocasionais de palpitações. Na última consulta meu médico viu o eletro e disse que eu tinha fibrilação atrial e pediu para começar a utilizar anticoagulante. Li na Internet que estes remédios podem ser perigosos, o que devo fazer?
  A decisão de começar a tomar anticoagulantes (Warfarina, Marcumar) para  fibrilação atrial isolada (fibrilação atrial sem outra doença cardíaca) ou qualquer outro distúrbio do ritmo cardíaco depende de vários fatores. A maioria dos cardiologistas utiliza algum esquema para classificação de risco, estes protocolos auxiliam para que a melhor conduta seja escolhida.  Alguns aspectos que os protocolos levam em consideração: 
  Idade não é fator de risco até 75 anos; insuficiência cardíaca; diabete e pressão alta. elevam o risco, principalmente quando associadas. O maior fator de risco é a presença de um derrame ou outro tipo de doença vascular prévia.
  Se duas destas alterações estão presentes a grande maioria dos médicos inicia o uso de anticoagulante. Com relação aos efeitos colaterais, os anticoagulantes realmente aumentam o risco de sangramentos que podem ser perigosos. Os remédios chamados cumarínicos
(Warfarina, Marcumar) sofrem muitas alterações com a mudança da dieta, consumo de bebida alcoólica e até mesmo o horário de uso da medicação.
  Recentemente foi lançada no Brasil nova medicação anticoagulante que tem o mesmo efeito protetor, porém com bem menos risco. A decisão de seu médico em considerar o uso de anticoagulante é sábia, pois se sabe que um número importante de AVCs (derrame cerebral) tem como origem a fibrilação atrial.

3 comentários:

  1. Dr. Cidio, gostaria de saber se o nervo vagal pode ser desencadeador da fibrilação atrial. Tenho esse problema e meu coração é tido como normal de acordo com ressonância magnética, ecocardiograma, teste de inclinação, teste ergonmétrico.

    Como saber se esse tal nervo vagal é o culpado? Andei lendo a respeito e não encontrei muita informação, seria interessante um post sobre o assunto.

    Abraço,
    Luiz - BlogdoFibrilado

    ResponderExcluir
  2. Fernando obrigado pela visita e parabéns pelo seu blog (blog do fibrilado.wordpress.com). A fibrilação atrial é uma doença com várias causas conhecidas, outras nem tanto. A atividade física e o excesso de estimulação simpática (ex.ingesta de café em excesso, alcóol ou energéticos) podem desencadear arritmias em várias pessoas. Paradoxalmente, outras pessoas tem mais arritmias durante o sono ou repouso, ou mesmo após uma refeição mais "pesada". Estas situações são potencialmente causadas por uma estimulação do sistema nervoso autonômico, chamado de sistema vagal. É um assunto mais complicado que, com certeza vai merecer um post. Obrigado pela sugestão e pela visita.
    Excelente sugestão Fernando

    ResponderExcluir
  3. Excelente. Não poderia ser melhor.

    Wilson. 19 \ 11 \ 20015

    ResponderExcluir

Casado(a)? Sua chance de morrer por doença do coração pode ser menor!

Pessoas com doença cardíaca  casados apresentam menor risco de morte por doenças do coração assim como de outras doenças do que os não...