Manifesto pela prevenção de morte súbita no Futsal



  Em uma iniciativa inédita em nosso meio, um grupo de preparadores físicos e técnicos de futsal da Federação Paranaense de Futebol de Salão publicaram uma carta aberta chamando a atenção de toda a sociedade para  a prevenção de morte súbita nos atletas profissionais e amadores.
 Dentre várias ponderações eles sugerem aumentar a atenção dos clubes sobre a necessidade da presença de um desfibrilador portátil nos ginásios de competição.
 Recomendam a realização de avaliação cardiológica completa antes da prática da atividade esportiva em todos os atletas e, especialmente acima dos 35 anos. A utilização de anabolizantes, anfetaminas, suprimentos energéticos e bebida alcoólica também é alvo de atenção dos preparadores.
  " Se não tomarmos as medidas cabíveis, veremos mais atletas morrendo dentro de quadra, deixando para trás suas famílias e amigos".
 Acredito que estes profissionais estão assumindo uma postura corajosa, enfrentando um problema que é adequadamente valorizado e potencialmente prevenível. Fazem um chamamento aos clubes, organizadores e demais instituições para atuarem na prevenção da morte súbita em jovens ativos os quais não fazem exames que possam afastar o risco de um evento trágico. Porém eles fazem uma ressalva bem adequada e que serve de advertência:
 "Cabe ao atleta cuidar do próprio corpo, sua ferramenta de trabalho, mantendo hábitos saudáveis fora das quadras".





  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O coração batendo fora do normal: Palpitações

Meu coração está disparando

Medida do pulso (batimentos cardiacos)