Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

Doença do pânico e o coração

Imagem
Uma sensação de desespero quando a pessoa sente tontura, falta de ar, aceleração do coração, palpítações, dor no peito, medo e suor frio – entre vários outros sintomas. Essas sensações quando frequentes podem ser causadas por uma doença chamada de síndrome do pânico.   Estas crises ocorrem mais em mulheres e podem durar até meia hora (usualmente 5 a 10 minutos). O humor nesse período parece uma montanha-russa: picos de ansiedade, pressão e respiração provocam exaustão e sonolência, como se fosse o fim de uma guerra. As crises também podem incluir fraqueza, desorientação e perda de memória.  Nesse momento, respirar devagar pode ajudar, principalmente com a ajuda de um saquinho de papel.   Essa mudança brusca e completa do metabolismo, em que a vítima demonstra uma reação desproporcional – como se estivesse diante de uma ameaça real pode causar um aumento da pressão arterial, da freqüência cardíaca, de arritmias onde que a pessoa muitas vezes acha que está tendo um infarto e vai morrer.…

Como você descreve suas palpitações?

Imagem
Cada um de nós sente de um modo diferente seu coração quando ele bate fora do normal. Apesar de que a maioria das pessoas não sentem nada quando o coração bate, para algumas é uma sensação muito, extremamente desagradável.    Batedeira no peito, pontada, falhadinha, sentir que o coração vai parar, enfim são dezenas de maneiras que as pessoas utilização para descrever a sensação de palpitações.   E você, sente o coração bater?    Com voce descreve esta desagradável sensação?

Desmaios: o que fazer?

Imagem
Uma das mais freqüentes causas de atendimento em salas de emergência é o desmaio de causa não acidental. Sempre assustador e sempre envergonhando, o desmaio, também chamado de síncope, não deve ser causa de pânico. Uma em cada cinco pessoas desmaia pelo menos uma vez na vida. Muitas podem ser as causas  e nem sempre é possível descobrir a causa da perda dos sentidos. Muitos acreditam  que um problema neurológico (do cérebro) pode ser a causa da síncope, mas isto não é frequente. O avanço da medicina moderna permite que o médico consiga descobrir o diagnóstico e orientar o tratamento de um número cada vez maior de doenças.   Mais de uma centena de doenças pode levar ao surgimento de síncope mas, na grande maioria das vezes a origem é do coração ou do sistema circulatório.    Em situações normais, quando uma pessoa está de pé ou sentada, os músculos das pernas se contraem, fazendo com que o sangue que está nas veias seja impulsionado para dentro do coração e daí bombeado para o restante…