I M P O R T A N T E

As informações, sugestões e tratamentos citados neste blog e em seus links tem caráter apenas informativo, nunca substituindo a opinião ou conselho de seu médico.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Cai a bolsa, aumentam os Infartos no coração


  A crise financeira que assolou o mundo em 2008/2009 causou muito sofrimento econômico medido em termo de empregos perdidos e execuções hipotecárias. Talvez seja hora de adicionarmos também um problema de saúde a esta catástrofe. Documentou-se um aumento do número de ataques cardíacos quando houve a queda da bolsa.
  Pesquisadores da Universidade americana de Duke  revisaram o prontuário médico de 11.590 pessoas que tinham sido submetidos a exames do coração, durante um período de três anos e, em seguida, compararam com as taxas de ataque cardíaco mensais com o nível do mercado de ações. Observaram que os ataques cardíacos aumentaram de forma constante durante um período de oito meses - setembro de 2008 a março de 2009 - que foi particularmente ruim para a bolsa.

graph charting heart attack rate and stock market performance
  Apesar de ninguém poder prever o que vai acontecer  no sobe-desce da bolsa, você pode tomar precauções extras para proteger o seu coração. Os fundamento básicos de prevenção de risco como dieta saudável, parar de fumar, realizar exercícios regularmente,  a medida regular do colesterol, controle do estresse,

 e utilização regular da medicação são fundamentais. Pense nesses hábitos de vida como um investimento a longo prazo na sua saúde.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Mulheres que tomam café tem menos derrames


As mulheres que começam seu dia com uma xícara de café tem menor risco de acidente vascular cerebral (derrame), de acordo com estudo sueco publicado em revista especializada. 
Após avaliação de 35 mil mulheres, foi observado que aquelas beber ao menos uma xícara de café por dia levou a uma redução de 24 % no risco de derrame cerebral.

"O café é uma das substâncias mais consumidas no mundo portanto, qualquer diminuição no risco é importante para a saúde pública" notam os pesquisadores.
Importante salientar que tomar mais do que uma xícara de café consumido não aumenta a proteção. Sabe-se que o café aumenta a frequência cardíaca e a pressão arterial, além de ser uma das principais causa de palpitações. Seu consumo de grandes quantidades pode ser até perigoso. Ainda não é conhecido se este efeito protetor ocorre também nos homens.

 Outros fatores ainda não conhecidos podem estar relacionados a estes resultados portanto, é sempre bom lembrar que estes estudos devem ser repetidos para que possamos ter a certeza em relação a eventual aplicação deste novo conhecimento.


quinta-feira, 3 de março de 2011

O coração e o cinema:o lado não glamoroso do Oscar


Diversos atores e atrizes de Hollywood sofreram derrames ou ataques cardíacos ao longo dos anos com evidentes efeitos evidentes em suas carreiras.
A premiação pelo Oscar iniciou em 1927. Desde então foram nominados 409 atores ou atrizes para o prêmio de melhor ator ou melhor atriz. Destes, 30 candidatos já tiveram infarto ou derrame cerebral, de acordo com estudo apresentado pelo Dr. Jeffrey Saver diretor da unidade de AVC da Universidade da Califórnia Los Angeles.
Artistas como  Mary Pickford, Bette Davis, James Cagney, Cary Grant, Kirk Douglas, Richard Burton, Grace Kelly, Elizabeth Taylor, Patricia Neal, Dudley Moore e James Garner foram afetados, obrigando a grande maioria a interromper  sua carreira.
"Derrames e ataques cardíacos têm um impacto enorme em atores de Hollywood, bem como a população em geral. A valorização do fumo sem dúvida, contribuiu para estas perigosas doenças  em muitos atores assim como do público que assiste aos filmes". 
Ainda segundo os autores, "Hollywood teve alguns efeitos positivos: a criação de um modelo de corpo ideal tende a ser benéfica, apesar dos perigosos efeitos dos excessos (anorexia).
Portanto, podemos ter em Hollywood exemplos positivos ou negativos. A utilização da midia para a divulgação de padrões de vida saudáveis são fundamentais para que haja efetiva diminuição do número de doentes do coração.

Os fabricantes de dispositivos de fitness ou qualquer dispositivo com sensores relacionados com a saúde, geralmente são cuidadosos e r...