domingo, 11 de julho de 2010

Tenho palpitações, e agora?

A sensação do coração bater define o que a palpitação.  Estima-se que é experimentada por milhões de pessoas e embora não ser propriamente uma doença, pode ser extremamente irritante.
As palpitações são usualmente descritas de maneiras diferentes e algumas das mais frequentes são:
Meu coração se acelera e parece estar saindo do meu peito
O coração parece que para de bater uma e apos bate com muita força. 
- Sensação de  pulsação na garganta. 
Eu me sinto como uma corrente no coração. 
- O ritmo do meu coração é irregular.
Existem observações importantes que devemos fazer e que ajudarão durante o médico a avaliar a gravidade do problema:  
1. Duração de palpitações: segundos, minutos, horas. 
2. Freqüência: a cada dia acontece uma vez por semana, uma vez por ano e assim por diante. 
3. A eventual existência de sintomas associados: tonturas, desmaios, dor no peito e falta de ar.

Como você sabe, o coração tem quatro câmaras, duas superiores e duas inferiores. A.condução elétrica do coração começa na câmara superior direita (átrio direito) sendo transmitidos para o resto do coração através de um canal elétrico chamado de nó atrio-ventricular. Podemos classificar as palpitações em dois tipos principais:
1. Supraventriculares (iniciam na parte superior do coração). Ocorrem quando alguma região  dos átrios deciide dar início a um impulso elétrico fora do tempo, quando não interessa. Ocasionalmente essas palpitações podem ser sentidas na área da garganta ou no pescoço. Eles são completamente benignos. Mais raramente temos a arritma chamada de fibrilação atrial, tratada em outras postagens.
2. Ventriculares (que se originam nas câmaras inferiores do coração) Estas palpitações  ocorrem devido a uma região ventricular (câmara baixa) que decida dar início a um impulso elétrico fora de ordem. A conseqüência disto, o paciente sente que o coração bate de forma inesperada. Este é o tipo de bater você sentir seu coração parar por um segundo e, em seguida, bate com uma força maior do que o normal. São geralmente benignas.
Maiores informações podem ser encontrada aqui.

58 comentários:

  1. Caro Cídio,
    Parabéns pelo magnífico blog.
    Sucesso e um grande abraço.
    Dr. Paulo Hekman, M.D., PhD.

    ResponderExcluir
  2. Dr Paulo, obrigado pela sua visita. Sua grande experência na cardiologia e na geriatria serve como referência a todos. O ForadoPonto está a disposição para publicar alguma contribuição sua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dr. Cidio eu acho que tô com Gordura no Coração, ele esta doendo e ta crescendo o que pode ser ? Mim Ajuda estou com medo.

      Excluir
  3. minha palpitaçao pelo que observo e benigna posso comtinuar bebendo cerveja

    ResponderExcluir
  4. Dr. Cidio,

    Na sua opinião, os betabloqueadores são mesmo adequados e/ou indispensáveis nas arritmias persistentes?

    ResponderExcluir
  5. Cara Lila,diversos tratamentos podem ser utilizados no tratamento de arritmias. Os betabloqueadores são muito utilizados mas raramente indispensáveis. Obrigado pela visita

    ResponderExcluir
  6. Olá doutor.

    Sei que não é possível um diagnóstico e nem pretendo me pautar somente na sua opinião, já que não estou sendo atendido pelo senhor, mas preciso, gostaria, muito, mas muito do seu parecer no meu caso.

    Eu tenho 26 anos, não bebo e não fumo e menos ainda tenho qualquer ligação com drogas. Não tenho histórico de doenças coronárias e meus pais não tiveram nenhum problema também. No entanto... já parei em uma clínica de cardiologia, desesperado, jurando que iria morrer! Eu estava (na época com 25 anos) e trabalhando sob muito café (5 xícaras na madrugada) e estresse. O meu estresse era do tipo de cair os cabelos literalmente. De repente... "........ TUM...." o coração deu o famoso "soquinho". Pronto, imediatamente minha personalidade dramática falou alto e eu pude jurar que iria morrer.

    Fiz o eletro (na verdade de lá pra cá fiz uns... 11 eletros...) e nada. Pressão? Normalissima. Sangue? Perfeito. Raio x do tórax? Ok. Então o meu cardiologista me acompanha desde criança, me garantiu terminantemente que o meu caso era de ordem psicológica (faz sentido já que não só o estresse mas a minha ansiedade beira a crônica). Passou o tempo e ainda que essa palpitação aí (1 por dia, ao menos perpceptível, sem dor, sem falta de ar nem nada - tanto que exercit-me) nunca tenha sumido totalmente, o que me irrita MUITO e isso pareeeeece voltar nos períodos de estresse é a pulsasão na garganta. Isso parece que não some nunca! Principalmente quando estou sentado ou deitado que reparo tanto nela, quando aparece a tal da palpitação do dia. Eu posso estar enganado mas há um fato "curioso". Parece-me que ao levantar rapidamente, ou ficar sentado "forçando" o peso no peito-barriga, há uma... não sei dizer, precisar, mas uma pulsação no gogó, ou abaixo dele.

    Os médicos dizem que não há nada de errado com o coração, seguindo minhas pesquisas pessoais... não é nada de absurdo... mas incomoda, e minha personalidade parece impedir-me de viver sem pensar UM DIA sequer que irei morrer a qualquer minuto.

    Por favor, em sua opinião, em seu parecer, há motivo para que eu passe o dia a espera da morte ou isso é um exagero meu?

    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora eu estou mais tranqüila em saber q nao é só eu q passo por isso estamo juntos nessa.tem dias que eu sinto que vou morrer nao é algo que doi mais encomoda dá a impresso que afeta o coracao eu já fui ao médico varias vezes vários médicos mim dizem a mesma coisa isso é emocional,estresse,mais eu tenho medo de morrer eu nao acredito que seja nada disso pra mim é problema de coracao eu tenho 17 anos e sofro com isso a 3 anos Ô palpitação irritante né?olha acalme-se nao é só vc q passa por isso eu e varias outras pessoa sente e bem pior q agente.boa sorte quero q vc poste mais informações sobre seu problema.abraços fica com deus!!!

      Excluir
    2. eu tb tô preoculpadíssimo com isso. as veses acordo de madrugada com tantas pancadas no corações anormais, ou essa pulsação q me deixa com muito medo na garganta. fui ao médico e me proibiu, alimentos que contem cafeína, dentre outras coisas. Más tenho medo de móreeê. aneim justo euuuu ter isso. tão novinho 22 anos.

      Excluir
    3. Possivelmente você sofre do transtorno de ansiedade. Tenho o mesmo problema, achava que era isso, fiz um monte e exames, mas deu tudo bem. Faço tratamento e hoje já parou um pouco mais as palpitações. Aqui e acolá pode aparecer, mas será só ansiedade. Outra coisa, retire qualquer substância a base de cafeína, isso melhora muito. Procure um psicologo.

      Excluir
    4. Olá amigos.

      Eu sou o Marcelo que postou ali em cima em 2011. De lá para cá muita coisa aconteceu. O colega ali em cima, "MIKaos Veras" está certo, eu realmente desenvolvi Síndrome do Panico, isso foi constatado por psiquiatra (ainda que eu já desconfiasse).

      Porém eu fiz o Holter, exigi do meu cardiologista. E deu o seguinte:

      "Foram observados 111 ectópicos ventriculares monomórficos (menos de 1% dos batimentos gerais). A arritmia ventricular teve distribuição mais frequente durante vigília e foi evidenciada por exclusivamente extrassístoles ventriculares isoladas."

      Só. Fiz o eco e deu tudo bem.

      Meu cardiologista garantiu que por eu ter - hoje - 28 anos, não ter vícios e nem histórico familiar ou mesmo alguma lesão no músculo nem nada disso, este resultado do Holter foi bom porque localizou do que se tratava a arritmia (extrassístoles ventriculares isoladas) e sua quantia, que significou menos de 1%.

      Neste tempo todo tive vai-e-vem. Após períodos de grande estresse eu costumo senti-las novamente, principalmente antes de dormir. Aliás tenho passado por isso exatamente agora e tenho sofrido muito, bem ou mal a qualidade de vida fica absurdamente comprometida, de modo até a piorar quem já tem Síndrome do Panico (eu não consigo mais andar de ônibus ou mesmo de carro, já que sentado sinto as extras e isso me exaspera).

      É um sofrimento absurdo. E quanto mais informação buscamos, estranhamente mais apavorados ficamos. De todo modo algumas informações, como a deste site, auxiliam, e incentivam a busca pela opinião dos especialistas. Isso é fundamental.

      Espero que todos estejam bem.

      Abraço.

      Excluir
    5. Oi Marcelo, tudo bem cara? Espero que sim.
      Eu imagino como tu possa te sentir, meu nome é Rodrigo e eu tenho 24 anos, aos 22 fui diagnosticado com Síndrome do Pânico, essa semana pra mim foi muito ruim, tive uma série de arritmias (aquelas que sentimos como se o coração parasse e voltasse com mais força que o normal) que me deixaram com muito medo de morrer, pois nunca havia sentindo tantas e durante tanto tempo.
      Espero que você consiga sair dessa, e quero que você saiba que não é o único a sentir essa sensação horrível. Também espero que você se CURE logo desse mal que assola tanta gente nos dias de hoje. Fica com Deus e sempre mantenha o pensamento positivo.
      Abraço.

      Excluir
    6. Oi gente me chamo meg ,Eu sinto tudo isso meu coração acelera tenho batimentos na garganta .fico apavorada tremula sinto tipo um choque no coração . já fui varias vezes pro medico fiz eletro do coração nao deu nada ,minha pressão e normal,mais confesso que vivo sentindo isso todos os dias mim da medo sou muito ansiosa e nervosa ,as vezes acho que ate alimentação me faz mau se eu comer vou sente . alguem sente isso. Me

      Excluir
  7. Caro Marcelo, obrigado por suas encorajadoras palavras. Conforme bem comentastes não existe possibilidade de realizar consultas pela internet. Este blog tem como finalidade esclarecer dúvidas, muitas como as suas. Palpitações podem ser muito incômodas, não necessariamente associadas a aumento do risco de doença cardíaca. Sugiro que sigas o link http://foradoponto.blogspot.com/search/label/palpita%C3%A7%C3%A3o e leias os demais posts sobre palpitações. Alternativamente podes clicar no marcador "palpitações" na barra da direita. Tenho certeza que as postagens irão ajudar bastante. Boa sorte e obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  8. ola eu tenho 30 anos as vezes eu sinto meu coraçao muito acelerodo faço eletro diariamente esta tudo normal mas a pressao fica um pouco alta tenho que tomar remedio eu nao posso fica nervosa com nada eu gostaria de saber quando o coraçao fica acelerado a pressao sobe??

    ResponderExcluir
  9. Olá, esta é uma dúvida frequente. o aumento da pressão arterial não tem relação com o aumento da frequência cardíaca, são independentes. Porém, elas podem ter uma mesma causa: o nervosismo, excesso de café ou outros estimulantes, algumas medicações e o exercício podem levar a um aumento simultâneo da pressão e da frequência cardíaca. Obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  10. dt eu estava aqui ouvindo musica no pc derrepente meu coaraçao bateu muito forte e disparado por alguns segundos !! ufa passou mais tire uma duvida tenho presao normal colesterol normal a unica coisa q foi detectado no exame eco bidimencional com doper color foi prolapso copetente da valva mitral enfim se deu tudo normal no exame por que essa disparada no coraçao pode me da parada ??

    ResponderExcluir
  11. boa tarde eu de novo !!e se eu tivese extra sistoles iria constar no eco bidimencional com doper color espero anciosa

    ResponderExcluir
  12. Olá Érica, o exame de ecocardiografia é realizado para verificar se o coração está funcionando normalmente, suas válvulas e suas cavidades. Ele não serve para avaliar a parte elétrica, para isto existem diversos exames que auxiliam.Sugiro o seguinte post: http://tinyurl.com/65ke7o3
    Obrigado pela visita

    ResponderExcluir
  13. Olá doutor.

    Estou como uma dúvida referente ao texto. Na parte "Duração de palpitações: segundos, minutos, horas." eu não entendi. A minha é espaçada, eu sinto uma agora, 5 minutos depois (principalmente deitado) eu sinto outra. Pressão, okay, sangue, okay, porém minha estafa mental é absurda.

    Já sentia isso antigamente mas era coisa de 1 a cada 2 anos. De repente voltaram com força total e faz 1 semana que sinto todos os dias. Como eu disse, são espaçadas, esta frase do texto se refere a duração DA extrassistole? Como uma "sequencial" ?

    Obrigado.


    PS: doutor não há na Wikipédia nada sobre as Extrassístoles, seria interessante um texto do senhor lá.

    ResponderExcluir
  14. Interessante e oportuna sua pergunta Ricardo porem a resposta está no próprio texto quando comento sobre a frequência dos sintomas: " a cada dia acontece uma vez por semana, uma vez por ano e assim por diante". Dada a importância desta questão, realmente vou considerar a utilização da Wikipédia para a disseminação deste tipo de informação.
    Obrigado pela visita e pela colaboração

    ResponderExcluir
  15. Dr me ajude ,tive um gravidez a 3 anos atras e assim q ganhei minha filha ,tive uma alteração de pressão,fiquei 6 meses tomando medicação r graças a Deus ela voltou ao normal.Mas depois disso comecei a sentir uma coisa horrivel em meu coração como se eu estivesse descendo de uma montaanha russa da aquela paradinha e volta a bater muito forte isso dura uns 2 segundos no maximo,Depois disso não sinto mais nada já fiz tds exames e td ok.já não sei mais o q faço pois os medicos do sus só me dizem é ansiedade mas não resolvem o meu problema ....Obrigado q Deus te abençoe .

    ResponderExcluir
  16. Doutor, estou muito ansiosa e estressada, que chego a ficar com falta de ar, e hoje o meu coração deu uma palpitada, mais foi muito rápido e depois passou, ai fiquei muito nevosa e o coração começou a bater rápido. e depois voltou ao normal. sera que pode ser alguma coisa grave, fiquei muito preocupada com isso. me ajude.

    ResponderExcluir
  17. minha filha tem 5 anos as vezes coracao bati mais rapido que porde esta acontecendo

    ResponderExcluir
  18. Amigos, o blog apresenta diversas postagens sobre estes assuntos, sugiro uma leitura ou busca na caixa acima, a direita sobre estes assuntos. Obrigado pela visita

    ResponderExcluir
  19. Olá Dr, sobram elogios ao seu blog e com toda a razão, sua proposta é muito oportuna, pois deixa claro e necessidade de se procurar um médico pessoalmente, mas alguns esclarecimentos já podem com certeza nos livrar de suposições paranóicas. Enfim meu problema é, eventualmente (nunca antes do prazo de 1 mês) tenho uma taquicardia violenta (na minha opinião)chega a 150, 180 bpm. A duração é em media de 3 a 5 minutos. Sempre considerei o inicio repentino, hj em dia percebo que um pequeno esforço, como abaixar pra pegar algo, acaba liberando esses batimentos. Tenho isso a 4 anos, já tive mensalmente e já ficou meses sem acontecer. Recentemente fiz um holter e ergométrico e não deram nada, o ruim é que nesse intervalo entre uma e outra, fico numa expectativa muito ruim, com medo do que pode acontecer, ando observando em mim tb, o aumento de gases e sensação de queimação na região do peito. Bom Dr, agradeço muitíssimo o espaço e esspero não ter me alongado tanto. muito obrigado

    ResponderExcluir
  20. Olá Almir, grato por suas palavras de estímulo. Sugiro que olhes a postagem: http://www.foradoponto.com/2011/02/meu-coracao-esta-disparando.html . Caso ela não esclareça suas dúvidas, sugiro que um especialista em alterações dos batimentos cardíacos (eletrofisiologista) seja consultado.
    Boa sorte.

    ResponderExcluir
  21. olá doutor gostaria muito de saber sí preciso fazer exames de coração pois cempre tive palpitações mas agora está com mais frequencia quanto como gorduras fico muito mal esses dias tomei um rémedio ladyslim pra ermagrecer mas ele comtem 140mg de cafeina e passei mal desse dia não parou as palpitacões quais os exames doutor que deverei fazer? obrigada janaina

    ResponderExcluir
  22. Cristina - Nova Friburgo25 de maio de 2012 09:58

    Esses sintomas descritos podem ser estendidos às crianças? Como diagnosticar o motivo causador das palpitações em crianças vez que não fazem uso de álcool, cigarro, medicamentos e não possuem sintomas de stress e ansiedade? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristina, sua dúvida é muito frequente. A solução passa por uma vista ao cardiologista que ele poderá, se necessário, solicitar algum exame para auxiliar no diagnóstico. Para facilitar, sugiro a leitura dos posts http://www.foradoponto.com/2009/09/medida-do-pulso-batimentos-cardiacos.html e http://www.foradoponto.com/2009/08/preparando-se-para-consulta-medica.html

      Obrigado pela visita.

      Excluir
  23. olá doutor,tenho 30 anos,tenho de vez enguando umas sensações de que meu coração para de bater e volta,tambem sinto que ele parece bater no pescoço,eu faço tratamento para sindrome do pânico,pode ser por causa disso?pode ser pela sindrome do pânico,essas sensações?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, sugiro que na caixa de buscas do blog (na coluna da direita) digites "panico ". Tem diversas postagens sobre o assunto que irão ajudar bastante.
      Obrigado pela visita

      Excluir
  24. Dr. Cidio
    Em 2009
    eu tava asistindo ai derepente, meu coração começou a acelerar fiquei com muito medo uma vontade de ir ao banheiro um frio um tremor incontrolavel, nervozismo, panico!
    fui ao medico passo os ensames não deu nada ele disse que era nomal na adolecencia eu tinha 18! Ai depois de uma senama tomando remedio pra relaxar passou!
    Ai em 2010 isso tudo voltou doutor eu tava escultando musica no celular ai voltou! Eu dormia tarde nesse dia tava acordado 3 da manha escultando musica o celular
    ai de repente sentir como se aquilo estivesse voltando dinovo!
    Ai fui em varios medicos ai Deu Extra sistolis supraventriculares raras, ai doutor tomei remedio e o nervoso o medo os tremores passaram, mais até hoje eu sinto palpitações uma sensação muito ruim doutor. Dedes 2010 e nada de passar, os medicos falam que é ansiedade! Nunca fumei, nunca bebi, nunca usei droga nunca nada pratico Esporte e tudo! Os medicos diseram que sou um atleta praticamente!
    Mais ainda sinto palpitações doutor sei lá!
    o que é isso pode mim ajudar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, suas dúvidas são muito frequentes, sugiro que leiias as postagens acima.
      Obrigado pela visita

      Excluir
  25. ansiedade e panico deixa alguma sequela nos batimentos cardiacos,depois que eu tive quando como e me sin to cheia me da aceleração,ou do nada tambem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isabel. A ansiedade pode alterar os batimentos cardiacos conforme está no post. Sugiro que leias o post http://www.foradoponto.com/2012/02/palpitacoes-arritmias-e-ansiedade.html
      Tenho certeza que será útil.
      Obrigado pela visita

      Excluir
    2. Olá Dr,Boa noite, eu tenho a Síndrome de Lown-Ganong-Levine, logo mais estarei realizando uma ablação, minha dúvida é a seguinte, eu utilizo o Sotalol 120mg, já tive Uma primeira crise de "Extra-sistole" que durou 8 horas, depois duas crises que duraram exatamente 3 dias, posteriormente tive uma que durou um dia, todas elas associadas a outras doenças, como gripe, resfriado, dengue, quando o organismo está um pouco mais frágil. No momento estou no meio de uma que está durando exatamente 6 dias, ou seja, o dobro do que duravam. Eu utilizo o Citalopram de 20mg, eu queria saber se essas crises podem estar relacionadas com o uso do Citalopram, se tem alguma interferência, ou é somente devido a minha doença cardíaca e o estado momentâneo de enfraquecimento do organismo. Desde já Muito obrigado Dr.

      Excluir
    3. Olá João Victor, a síndrome de Lown-Ganong-Levine pode provocar crises de taquicardias e algumas medicações podem estar envolvidas no surgimento ou na manutenção da arritmia. Além disto, a doença que leva ao uso das medicações também pode provocar arritmias, portanto nada melhor que conversar com seu médico a respeito. Obrigado pela vista.

      Excluir
  26. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  27. Boa noite doutor, estou seguindo seu bloog pq achei muito interessantes o conteudo postado, bom queria uma ajudinha, queria q o senhor me respondesse a uma pergunta, pq quando estou quieto o meu coraca acelera e quando fasso algum movimento fica mais acelerado ainda, ai pego e vou pra rua anda ele passa do nada e depois fico com dor de cabeca, dores no inicio dos ombros e vai ate os cutuvelos, doi nas omoplatas e pescoco (mais frequente no braco direito).
    Enchaqueca e dores desconfortaveis na nuca, bastantes tonturas, sensacoes de desmaio. Sofro de gastrite cronica erosiva de antro superficial e esofagite cronica nao erosiva. E ja tenho ao maximo 4 ou 5 meses nessa situacao.
    ja fiz eletro em um hospital importante da Bahia (HGE) e n deu em nada, depois fiz mais 2 deu disturbio de coducao do ramo direito.
    Com a sua analise espesifica espero uma resposta clara e objetiva, pois sofro de ansiedade, obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Wagner, estas senseções desagradáveis são frquentes. Caso a leitura das postagens nãomseja suficiente para esclarer suas dúvidas, sugiro que converses com seu médico. Obrigado pela visita

      Excluir
  28. Olá Dr. De maneira nenhuma pretendo substituir minha consulta com um médico (que inclusive aguardo a data da consulta chegar), mas gostaria de saber se uma coisa que sinto pode ter relação com arritmia. Sinto meu coração bater uma vez mais forte e logo em seguida voltar ao ritmo normal (geralmente dura só 1 batida). Grata pela atenção

    ResponderExcluir
  29. Parabens pelo blog! Muito interessante e esclarecedor. Tenho 30 anos e sinto meu coracao palpitar. Em momentos de muito estresse sinto falta de ar tambem. Meu clinico geral disse que meu coracao bate 5 segundos normal e 5 muito acelerado. E me indicou uma consulta ao cardiologista. O blog tem me ajudado a esclarecer muitas duvidas ate o momento da minha consulta. Muito grata, Marita

    ResponderExcluir
  30. Minha mãe e minha avó têm prolapso da válvula mitral. Eu n sei se tenho, nunca tive sintomas. Mas nos últimos tempos sinto palpitações. E elas aumentam cada vez mais de freqüência. Sinto doe torácica também e meu coracao as vezes parece bater muito forte e de forma irregular. Devo ir no medico urgentemente? Eu penso em ir só no próximo ano, devido a correria da escola. Tenho 17 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, sugiro que leias as diversas postagens do blog que comentam sobre este assunto. Com certeza irão ajudar bastante. Obrigado pela visita.

      Excluir
  31. Estou com esta paradinha que depois da uma batida mais forte e geralmente isso ocorre ou se intensifica 30 ou 40 min apos as refeiçoes

    ResponderExcluir
  32. Eu tenho 13 anos e as vezes respiro fundo , ou derrepente meu coraçao da´um TUM TUM e eu fico paralisada fico praticamente espantada sera´que eu tenho problema de coraçao?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, sugiro que leias a postagwm http://www.foradoponto.com/2009/09/medida-do-pulso-batimentos-cardiacos.html , assim como seus comentários. Tenho a certeza que irão auxiliar bastante.
      Obrigado pela visita

      Excluir
  33. Boa noite Dr,
    estou preocupada. Tenho sopro na valvula mitral, mas nao me encomoda em nada. Estou tentando engravidar, essa semana comecei a sentir o seguinte: Parece que o coraçao dispara e eu sinto isso na garganta o no pescoço. O Que pode ser. Problemas cardiacos os te a ver com gravidez. Uma amiga que está gravida disse que sente algo parecido. Obrigada. Abs, Ana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana, existem diversas postagens sobre este assunto no blog. Sugiro que procures no assunto palpitações e nos comentários pois questões como esta já foram respondidas.
      Obrigado pela visita.

      Excluir
  34. Dr.,

    Tenho dois sintomas: sensacao de batimento na garganta (gogó) e, ao mesmo tempo, a paradinha.

    Li nesse seu post, que um desses sintomas é caracteristica mais comum de arritmia supraventricular e que esse outro sintoma é mais comum na ventricular.

    Como tenho os dois ao mesmo tempo, existe a possibilidade de ter as duas arritmias? Ou esses dois sintomas podem ser encontrados no mesmo tipo de arritmia?

    Mas alem desses dois sintomas (que ocorrem com mais ou menos frequencia, varia muito de dia pra dia), eu nao tenho absolutamente mais nada.

    Se preferir responder por email, meu email é mallabarescompanhia@gmail.com

    Apenas para informar: tenho PVM e sou ansioso.

    Muito obrigado mesmo, dr.

    Mark

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mark, estes sintomas podem ocorrer nos dois tipos de arritmias.
      Obrigado pela visita.

      Excluir
  35. Primeiramente Dr. Quero parabenizá-lo pelo blog, no q se diz ao conteúdo, mas principalmente pela forma com que o senhor trata seus "pacientes" por assim dizer, dando atenção sempre q possível e passando uma sensação de segurança quando tratamos nossas duvidas com o Sr. Parabéns! Como duvida pessoal Dr., me chamo Neto, tenho 20 anos, e desde os meus 13 anos eu já sentia, porém de forma bem leve as famosas palpitações, passando intervalos de meses à anos p senti-las novamente, ultimamente nos últimos 3 anos esses intervalos passaram d semanas à meses, passando no geral a sentir 3 em uma semana no total e depois mais 2 semanas sem sentir nada, porem Dr. Mais precisamente dia 30/04 agora, comecei a senti-las no inicio da manhã, com intervalos d 2 à 5 min, no inicio achei q seria as percepções normais e q logo iriam parar, porem elas se estenderam p praticamente todo o dia Dr. Pois comecei a sentir as primeiras por volta das 8:00 AM e do sentir pararem d vez por volta de 20:30 aproximadamente, foram 12 hrs bastante imcomodas Dr. E os intervalos variavam, dando d 5 em 5 min, 15 ou meia hora, teve momentos em que cheguei a sentir d 3 a 4 no mesmo minuto! Não fumo, não consumo qualquer tipo d bebida alcoólica, a DÚVIDA mesmo Dr. é se este período de 12 HS quase q contínuas, é considerado "normal" no ponto de vista cardiológico, já q já li aqui o Sr descrever q podem durar segundos, minutos e até horas, porem foi a primeira vez q as tive um período tão prolongado assim! Me desculpe ser tão extensso Dr. Desde já muito agradecido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Neto, dúvidas como as suassão frequentes. Diversas pessoas já comentaram sobre situações similares. Sugiro que leias as postagens acima e as respostas. Tenho certeza que irão auxiliar.
      Obrigado pela visita.

      Excluir
  36. Olá Dr, agradeço uma análise do que tenho sentido, e sei que não trata-se de um diagnóstico, apenas esclarecimento baseado em sua experiência médica. Tenho 44 anos, não fumo, não bebo, e sou muito ansiosa. Desde a adolescência sentia meu coração alterar o ritmo, o que levou-me a sempre a realizar exames cardiológicos, inclusive holter,etc Nunca fui diagnosticada com nada grave, apenas com extra-sístoles supra ventriculares, que, segundo informaram, são desagradáveis ao sentir, mas benignas..Bem, há exatos 2 dias, tenho sentido estas arritmias várias vezes ao dia... começou há 2 dias à tarde, não estava ansiosa... Quando eu caminhava um pouco mais rápido(o que é o meu normal) , ela aparecia de novo, e aí eu diminuia os passos com medo do meu coração não parar de disparar... Ontem se manisfestou umas 4 vezes, e hoje, ao caminhar um pouco, deu de novo... estou preocupada... Pode uma pessoa, de uma hora para outra, adquirir algo assim no coração, tipo uma arritmia mais grave? Não sinto falta de ar, dor, cansaço, só muito medo e desconforto, nas horas das crises... Agradeço um retorno, Dr, boa Noite! Cristina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, suas dúvidas são frequentes. Diversas pessoas já comentaram sobre situações similares. Sugiro que leias as postagens acima e as respostas. Tenho certeza que irão auxiliar.
      Obrigado pela visita.

      Excluir
  37. bom dia Dr. Cidio
    meu nome é jozy tenho 25 anos, na ultima quinta feira fui parar na emergência, onde fiz um eletro e foi diagnosticado uma arritmia sinusal, quero saber se é grave? embora o médico tenha dito que não, estou preocupada, posso levar uma vida normal? ou sera que preciso do uso de algum medicamento? todos os dias sinto palpitações desde o início deste ano responda-me por favor. grata,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jozy, sugiro que consultes seu médico.
      Abs

      Excluir