I M P O R T A N T E

As informações, sugestões e tratamentos citados neste blog e em seus links tem caráter apenas informativo, nunca substituindo a opinião ou conselho de seu médico.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Diabetes e Arritmias


Pessoas com diabetes têm maior risco de desenvolver um tipo comum de arritmia chamada fibrilação atrial,

Este risco aumenta se a doença é mal controlada, com os níveis de açucar no sangue maiores do que o desejado pelo médico.

Frequentemente a obesidade está presente no diabético sem controle adequado, o que por si só aumenta o risco desta arritmia 

A fibrilação atrial não é fatal, mas aumenta o risco de um acidente vascular cerebral (AVC) e insuficiência cardíaca. 

Neste estudo, realizado na cidade Seattle, quando os pacientes sem controle da diabete apresentaram um risco 40 % maior de desenvolverem arritmia.
Além disto, a cada ano de tratamento o risco aumentou em 3%.
Os médicos que tratam de pessoas com diabetes devem prestar atenção a este aumento do risco de desenvolver a fibrilação atrial. A utilização de remédios que diminuem a coagulação (afinam o sangue) pode ser importante para reduzir o risco de derrames e diminuir a sensação de mal estar que a fibrilação atrial freqüentemente está vinculada.

FONTE: JGIM abril 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dia do portador de marcapassos

Em comemoração ao  Dia do Portador de Marcapasso , 23 de setembro, cardiologistas de todo o Brasil vão promover uma campanha orienta...