I M P O R T A N T E

As informações, sugestões e tratamentos citados neste blog e em seus links tem caráter apenas informativo, nunca substituindo a opinião ou conselho de seu médico.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Como envelhecer sem ficar velho



Lições para uma vida:


O médico ginecologista e obstetra Moysés Paciornik tem muita disposição  para  viver,  saúde  que faz inveja aos mais novos e muita, mas muita  vontade  de  trabalhar. Isso mesmo, ele continua batendo o cartão no  mesmo  consultório  onde  começou  a  atender  as pacientes. Deixou  de  fazer  partos  e  cirurgias  aos 90 anos, mas ainda se dedica à clínica.  No  currículo,  já ajudou mais de 60 mil crianças a nascer. Ficou famoso  em  Curitiba  e  no  mundo inteiro porque aprendeu a envelhecer sem ficar  velho.  Com  esse  tema  publicou,  em  2000,  um livro que trata do envelhecimento  e da geriatria. É membro da Academia Paranaense de Letras e da Academia Brasileira de Médicos Escritores. Em  entrevista  à  Gazeta do Povo, Paciornik conta alguns dos segredos para quem  quer  chegar  aos 100 anos de idade. Segundo ele, é preciso evitar os três   pós brancos   (açúcar,   farinha  e  sal)  e  praticar  exercícios regularmente. 

Qual  é  a  mensagem  que  o  senhor  pode  passar  às  pessoas que desejam envelhecer com saúde? 
Elas  precisam  aprender  a  comer  corretamente  e  fazer  exercícios.  Na
atualidade,  esses  dois  assuntos  são modernos e todo mundo sabe. Devemos
evitar  os três pós brancos: o açúcar, a farinha e o sal. Isso já vem sendo
difundido  há  40  anos. A questão é que muitas revistas falam hoje de como
comer  certo com conselhos mais ou menos complicados. Eu sou prático. Evite
os  pós  brancos  e a gordura animal. Mas vamos nos alimentar do quê? O que
Deus colocou no mundo precisa ser comido, que é o que o índio da mata come.
Na  mata,  ele  não  tem os pós brancos. Come verduras, frutas, carne magra
resultado da caça, tudo à vontade.



E o senhor leva essa dieta a sério? Consegue evitar alimentos que fazem mal à saúde?
Gosto  de  chocolate, mas evito. De um modo geral, qualquer doce é gostoso,
contudo  tem  de ser evitado. De vez em quando dá para comer uma sobremesa.
Porém, eu procuro não comer qualquer tipo de bolo, pão, bolacha e macarrão,
tudo  o  que tem açúcar e farinha. O sal deve ser usado moderadamente. Pela
manhã, como duas qualidades de frutas e café com leite magro sem açúcar. No
almoço  e jantar é salada, carne magra (suína em geral não como, porque não
gosto). Também incluo no cardápio arroz branco e feijão. Qualquer qualidade
de peixe está liberada.



Com  essas  dicas, é certo concluir que somente as pessoas magras vão viver mais?
As magras estão menos sujeitas a uma série de doenças. Se não comem gordura
animal,  evitam o colesterol e os triglicerídios. Se retiram da alimentação
o açúcar e a farinha, previnem a diabete. Sem o sal, a pessoa não vai estar
propensa a ter hipertensão arterial.



Em  relação aos exercícios físicos, ir à academia ou caminhar todos os dias
é suficiente?
Ambos são uma boa alternativa para envelhecer, porque protegem o organismo.
Mas aconselho subir e descer escadas. Isso porque é um exercício econômico,
eficiente  e  não custa nada. Até os meus 90 anos subia e descia as escadas
dos  19  andares do meu prédio duas vezes ao dia. Hoje só desço. Trabalho o
corpo  todo  nessa  atividade física, porque também pratico o 'up and down'
(em  português,  levantar  e  baixar),  ou  seja,  fico de cócoras e depois
levanto,  esticando  todo  o  meu  corpo.  Faço  isso  duas  vezes  em cada
pavimento.  O  'up  and  down' é barato, não custa nada e pode ser feito em
qualquer  lugar.  Não  requer  aparelhos e os resultados aparecem dentro de
poucos dias. Uma vez fui aos Estados Unidos visitar o Empire State Building
e  subi, sem parar, os 120 pavimentos do edifício. Mas naquela época eu era
mocinho, tinha 78 anos.


Sábias palavras.....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dia do portador de marcapassos

Em comemoração ao  Dia do Portador de Marcapasso , 23 de setembro, cardiologistas de todo o Brasil vão promover uma campanha orienta...