I M P O R T A N T E

As informações, sugestões e tratamentos citados neste blog e em seus links tem caráter apenas informativo, nunca substituindo a opinião ou conselho de seu médico.

domingo, 14 de março de 2010

Tratamento curativo das arritmias



Na cardiologia, os tratamentos que realmente levam a cura de doenças são raros. O mais frequente é conseguirmos controlar  as doenças evitando sua progressão (piora) ou evitando suas complicações. Is to é válido para doenças como pressão alta (hipertensão arterial), infarto, angina (doenças isquêmicas) e tantas outras. A melhor maneira de atingirmos estes objetivos é com o uso continuado de remédios que funcionam muito bem mas precisam de uso continuado. É muito perigoso interromper um tratamento para doenças cardíacas sem a orientação do médico.
Talvez a única excessão seja o tratamento de algumas arritmias cardíacas (alterações dos batimentos do coração), aonde, em alguns casos, conseguimos tratamentos com sucesso e o desaparecimento da arritmia sem necessidade de continuar utilizando remédios.
Esta façanha é obtida por intermédio da ablação por catéter, ou seja é feita uma pequena cauterização (milimétrica) apenas na região do coração que está causando a alteração dos batimentos.
Lembrando, as arritmias são uma alteração do sistema elétrico do coração que pode estar mais lento do que o normal), batimentos irregulares  ou acelerações indevidas. Frequentemente se manifesta por palpitações ou levando até mesmo a morte súbita.
Não são todos os tipos de arritmias que podem ser tratadas com ablação porém em muitos casos é a grande possibilidade de retornar a vida normal sem limitações ou medicações de uso constante.
O tratamento mais usual são os remédios porém hoje, em casos bem específicos, a ablação pode ser o tratamento de escolha.É muito importante que você leve todas as informações e exames disponíveis para a consulta médica. Não deixe de ler o  o post preparando-se para a consulta médica

29 comentários:

  1. Prezado Dr. Cidio,

    Gostava de esclarecer uma duvida, o síndrome de QT prolongado é de fácil diagnostico? Ou seja, pode ser facilmente diagnosticado nos exames como ECG ou Holter 24? Ou uma pessoa com síndrome de QT prolongado pode passar desapercebida ou não ser detectada nos exames de diagnostico? Obrigado. P.S. O blog foi-me sugerido pelo Dr. Rui Peixoto.

    ResponderExcluir
  2. Caro Afonso, obrigado pela visita. Conforme o dr. Rui esclareceu, existem a forma primária e a secundária (pode ser causada por diversas medicações tais como antialérgicos, alguns antibióticos, remédios para o coração, enfim mais de 100 remédios diferentes).
    A forma primária tem origem genética e em alguns casos o seu diagnóstico não é fácil. Além do conhecimento dos antecedentes familiares, o médico pode solicitar exames como ECG, Holter 24 hs, teste de esforço, ou outros exames. Até mesmo a avaliação do perfil genético pode ser necessária para confirmar esta possibilidade diagnóstica. Obrigado pela visita e boa sorte.

    ResponderExcluir
  3. Boa Tarde

    Prezado Doutor tivem um IAM fazem 20 anos e fazem una 10 anos tomo 200mg de amiodarona pois comecei a ter extrasistoles frequentes que me assustavam.
    As vezes fico 2 a 3 anos sem sentir nada mas de repente elas voltam. Cheguei a ter 15 po minutos e nada sentia, agora quando tenho 5 ou menos fico tonto. Isso é possível.

    obrigado


    andré varga

    ResponderExcluir
  4. Olá, devido ao fato de voce ser portador de uma doença cardíaca já estabelecida, acredito que voce deva consultar deu cardiologista e falar sobre seus sintomas. Boa sorte e obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  5. Boa noite Dr.Cidio,minha filha de 16 anos há dois tem arritmias desacompanhadas de outros sintomas.Consultados dois especialistas foi descartada a possibilidade de sindrome de wolf,e um deles desaconselhou a ablacào pois acredita ser de dificil acesso a cauterizacão (parte superior atras do coracão)e que ela nào corre risco de morte súbita.O que observo é que estas arritmias se dão qdo está em situacão de elevacào de temperatura,banho quente,caminhada sob sol,ou após esforco fisico(esteira)Há possibilidade de ligacào das arritimias com obstrucão de alguma artéria?Pq sempre se dá com elevacão da pressão?desde já agradeco.Ana Claudia

    ResponderExcluir
  6. Olá Ana Claudia, a ablação das arritmias é o tratamento de escolha em diversos, mas não todos tipos de arritmias. Qualquer uma das situações que mencionastes pode levar ao surgimento de arritmias. Não é usual a associação de arritmias com obstrução de alguma artéria do coração em jovens. Obrigado pela visita

    ResponderExcluir
  7. Obrigada Dr pela atencão.Ana Claudia

    ResponderExcluir
  8. meu filho atleta de 17 anos,faz exames sempre,eco,esteira....no ultimo eletrocardiograma o resultado saiu assim ritmo sinusal ...extra sistoles supra ventriculares frequentes,o q isso significa...desde já obrigada.

    ResponderExcluir
  9. Olá, a discussão de casos específicos não pode ser realizada sem o conhecimento completo das informações. Sugiro que procure conversar com seu médico. Boa sorte e obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  10. ola tenho arritmia a 1 ano sinto muitas tontura o q é preciso fazer para parar com essas tonruras cinto dores no peito e dor de cabeça

    ResponderExcluir
  11. Boa noite Dr.Cidio, diariamente sinto extras sístoles como se o coração fizesse uma pausa e ocorre várias vezes no dia, até em repouso, já fiz holter, ecocardiograma, eletrocardiograma e teste ergométrico e ñ acusou nada, porém com o passar do tempo agora sinto tontura e sensação de desmaio, minha P.A q frequentemente era 13x9 agora fica em torno de 10x6, 11x7 e isso me causa muito desconforto, na sua opinião corro risco de morte súbita e qual exame seria aconselhavél? Obrigada. Bárbara

    ResponderExcluir
  12. Barbara, o risco de morte subita pode ser medido de diversas maneiras ( http://foradoponto.blogspot.com/search/label/morte%20s%C3%BAbita ). Se apos a leitura continuarem suas duvidas, procure seu medico. Obrigado pela visita

    ResponderExcluir
  13. Dr. Gostaria de lhe fazer uma pergunta para a qual não encontro resposta. Quando estou transando com minha namorada meus batimentos cardíacos caem consideravelmente e fico muito tonto, como se tudo estivesse rodando ao meu redor. Nesses momentos, eu paro o que estou fazendo e espero alguns segundo até voltar ao normal. Se o senhor puder me ajudar, agradeço!

    ResponderExcluir
  14. Olá, não é frequente a frequência cardíaca diminuir durante atividade fisica. Sugiro que procures um cardiologista, ele pode solicitar alguns exames para esclarecer sua situação. Obrigado pela visita

    ResponderExcluir
  15. Ola Dr Cidio , sou medico possuo FA ha dois anos e meio, faco uso de Ritimonorm 300mg, porem devido ao encurtamento das crises mesmo em uso do medicamento sou candidato a ablacao. Lendo uma revista de bordo com um anuncio de um servico especializado deparei com expressoes como : sistema computadorizado para navegacao tridimensional pelo coracao ,mapeamento espectral e eletrodos irrigados, sendo neste caso as ondas seriam aplicadas por meio de soro aumentando muito a eficiencia e risco quase zero de formacao de coagulos . Realmente estes aparatos e inovacoes fazem a diferenca na hora da realizacao da ablacao ou nao ? Pelo visto a propaganda do servico faz nos entender desta forma. Gostaria de sua opiniao a respeito.

    ResponderExcluir
  16. Olá, a ablação da fibrilação atrial usualmente é realizada com a utilização de sistemas computadorizados para reconstituição das câmaras cardíacas de maneira tridimensional. Apesar do nome complexo, funciona como uma animação: os cateteres captam sinais de dentro do coração, os quais são utilizados pelos computadores para reconstituírem os átrios e as veias pulmonares. Após a realização desta reconstituição é aplicada de energia (usualmente radiofrequência) por cateteres irrigados visando o isolamento elétrico destas veias. Esta tecnologia está disponível em mais de 20 hospitais no Brasil. Como é natural, alguns centros tem maior experiência e risco menor, independente da propaganda realizada. Sugiro que converse com seu médico sobre os riscos e benefícios do procedimento.
    Segue link sobre mapeamento cardíaco com estes novos equipamentos: http://youtu.be/MEjLr11jzqs?t=1m . Volte sempre e obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  17. A ablação por cateter pode ser feita pelo pulso ao invés da virilha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, a ablação é realizada pela virilha devido a vários motivos, talvez o principal seja a necessidade de utilizarmos cateteres simultaneamente. OS vasos (artéria e veia) do pulso são bem mais finos. Obrigado pela visita

      Excluir
  18. Fui diagnosticada com Síndrome De Wolff-Parkinson-White com alto risco, gostaria de saber se durante a ablação há possibilidade se algo acontecer errado os médicos colocarem um marcapasso?
    Existe restrições alimentares para pacientes com essa sindrome?
    Qto tempo mais ou menos poderei realizar atividades físicas?
    Desde já agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alina, a necessidade de colocação de marcapasso após ablação na síndrome de Wolff-Parkinson-White é rara. Seu médico deverá explicar quais os riscos em seu caso. Não existem restrições alimentares e usualmente o retorno a atividade física depende da recomendação de seu médico.
      A ablação é um tratamento com grande perspectiva de sucesso e baixo risco. Obrigado pela visita

      Excluir
  19. Dr. Fiz Ablaçao a 2 dias.. e me sinto pior do que antes. Falta de ar.. aperto no pescoço, e , palpitações.. quase que constante.. Minha médica, me informou que tenho ainda uma veia que fica em uma região de risco, e ela prefere tratar com medicamento antes, e pediu para fazer exames (holter, Esteira) e retornar para ela avaliar... O que posso fazer durante esse tempo, para diminuir o mal estar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, confie no seu médico. Em vários casos estas sensações são apenas transitórias. Os exames serão de muita utilidade.
      Obrigado pela visita

      Excluir
  20. Tive um calafrio (tremedeira),depois de ter feito a ablação,( Wolff-Parkinson-White é rara)quando a enfermeira veio tira o curativo,isso não mi causa nem um mal.

    ResponderExcluir
  21. Olá Dr. Cidio. após ablação por radio frequencia quanto tempo posso voltar a praticar sexo ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Ivon, a ablação por radiofrequência é utilizada como tratamento para varios tipos de arritmias, algumas associadas a outras doenças do coração. Usualmente não existem contra-indicações a prática sexual após o procedimento mas sugiro conversar com seu médico para assegurar-se.
      Obrigado pela visita.

      Excluir
  22. Boa noite, meu nome é Renata e tenho 31 anos, gostaria de saber mais sobre Taquiarritimias, acabei de receber o diagnostico com esse nome e fiquei com muito medo pois já fazia uns 5 meses que passava mal e não sabia o porque, isso pode piorar com o tempo?, posso engravidar?, tem cura? o que causa isso? tive vergonha de perguntar ao médico e ele passou o medicamento propranolol para tratamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Renata, existem diversas postagens e muitos comentários com questões semelhantes.
      Sugiro que navegues pelo blog que, com certeza, suas dúvidas serão respondidas.
      Obrigado pela visita.

      Excluir
  23. Olá! Há 7 dias foi Realizada a Ablação, porem as Arritmias Persistem desde o P O Imediato, Relatei ao Médico e Ele Disse que logo Cessaria, o q faço?? Será que não solucionou problema?!? :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, sugiro que converses com seu médico. Existem diversos tipos de arritmia e muitos tipos de ablação. Apenas ele poderá esclarecer completamente suas dúvidas.
      Obrigado pela visita.

      Excluir

Dia do portador de marcapassos

Em comemoração ao  Dia do Portador de Marcapasso , 23 de setembro, cardiologistas de todo o Brasil vão promover uma campanha orienta...