I M P O R T A N T E

As informações, sugestões e tratamentos citados neste blog e em seus links tem caráter apenas informativo, nunca substituindo a opinião ou conselho de seu médico.

sexta-feira, 12 de março de 2010

Remédios para emagrecer




Perder muito peso em pouco tempo parece milagre pra muita gente, e elas acabam por correr atrás de remédios para emagrecimento, na maioria das vezes, sem acompanhamento médico.


Mas os efeitos colaterais dessas drogas podem ser devastadores: boca seca, enjôo, euforia, insônia, irritabilidade, depressão, perda de atenção, aumento da pressão arterial, taquicardia, diversos tipos de arritmias,palpitações e até morte súbita.


Os emagrecedores (anfetaminas, anorexígenos e hormônios) são indicados somente para pacientes em tratamento contra a obesidade. Segundo o presidente do Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, "os remédios para emagrecer devem ser encarados como um auxiliar do tratamento de alguns  pacientes com IMC (Índice de Massa Corpórea) acima de 30, considerados obesos, ou acima de 25, com a presença de algum problema de saúde associado".


O remédio parece ser uma solução simples e fácil para quem quer emagrecer e não consegue seguir o regime. Mas não é bem assim. O importante, nessas horas, é não se iludir com a ideia de que usar o remédio que está funcionando para sua amiga vai lhe fazer bem também. É preciso procurar um médico para fazer uma avaliação geral e encontrar o remédio certo para cada um. De acordo com Castro, estes remédios são indicados para quem tem o IMC (Índice de Massa Corpórea) acima de 30. Ele ainda aconselha que só devem ser tomados com a supervisão médica e com uma dieta de baixa caloria, acompanhada de exercícios físicos.

Excelente post publicado por http://tinyurl.com/yk24gow

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Casado(a)? Sua chance de morrer por doença do coração pode ser menor!

Pessoas com doença cardíaca  casados apresentam menor risco de morte por doenças do coração assim como de outras doenças do que os não...