sábado, 7 de novembro de 2009

Ressucitação cardiaca mudou: somente massagem, sem boca-a-boca





Tradicionalmente,  a ressucitação de uma vitima de morte subita é a massagem cardiaca e a respiração boca a boca.
Isto mudou. 
Hoje sabe-se que a realização apenas de massagem cardíaca é ao menos tão eficiente quanto a sua associação com a respiração boca-a-boca. O nosso organismo tem uma reserva de oxigênio de aproximadamente 10 minutos. É fundamental que façamos com que este oxigênio chegar a todo o corpo, principalmente o cérebro que é o orgão mais sensível. Devido a este curto tempo, é fundamental que os bombeiros sejam acionados ou que algum desfibrilador esta disponível
Os protocolos seguidos pelos bombeiros, paramédicos e são ensinados nos cursos de reanimação já iniciaram sua mudança para seguir esta nova diretriz.
Desta maneira, fica mais fácil e rápido iniciar o atendimento e aumentar as chances de sobrevivência da vítima.  A chance de sobrevivência de vítimas de parada cardíaca no Brasil é de apenas 5%, aumentando para quase 50 % quando o inicio do atendimento for imediato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário