Propostas de mudanças no modelo de saúde




O mundo atual apresenta características interessantes em relação ao sisitema de saúde: o aumento da expectativa de vida assim como  a crescente preocupação com a sua qualidade. 
O barateamento e a popularização da tecnologia quebram paradigmas ao permitir que camadas significativas da população tenham acesso a objetos a pouco tempo tidos como raros ou caros (celular, mp3, DVD, etc)
Estes ingredientes formam o substrato para que possa haver uma ruptura do modelo de saúde vigente pois temos uma fatia cada vez maior da população que vai necessitar de cuidados médicos em um momento onde existe o potencial tecnológico para fornecer os melhores diagnósticos e tratamentos para todos. 
O problema é que hoje, o hospital é a estrutura mais importante do sistema mas, se não modificarmos a maneira como praticamos medicina, não haverão leitos hospitalares suficientes. Algo deve ser feito, uma ruptura do modelo necessita ser realizada, uma solução disruptiva nas palavras do Prof. Clayton Christensen.
Esta reengenharia modifica o foco de todos os elementos da cadeia de valor. Assim como sugere Michael Porter, o paciente deve ser o centro do sistema e as soluções voltadas a atender suas exigências básicas de viver mais e melhor, ou seja, conspirando a favor da manutenção da saúde e fugindo da doença.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O coração batendo fora do normal: Palpitações

Meu coração está disparando

Medida do pulso (batimentos cardiacos)