I M P O R T A N T E

As informações, sugestões e tratamentos citados neste blog e em seus links tem caráter apenas informativo, nunca substituindo a opinião ou conselho de seu médico.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Papel dos Planos de Saúde para agregar valor ao cliente

Acompanhando os passos de  Michael Porter  em sua incursão pela área de saúde, analisaremos o papel dos planos de saúde no modelo de saúde centrado no paciente.
Hoje em dia, plano de saúde é sinônimo de entidade pagadora na imensa maioria dos casos.
Esta diferença é fundamental pois os planos que atuam como pagadores são efetivamente financiadores do tratamento das saúde, e não de sua prevenção, que deveria ser a sua finalidade. O objetivo de doença zero é o ideal para o cliente mas, a cultura tradicional dos planos lida apenas com a minimização de custos. Diversos mecanismos são utilizados para este fim sendo os mais frequentes:
a- Negociação baseada apenas no menor preço com os outros componentes da cadeia totalmente independentes da qualidade do serviço prestado.
b- Falta de esclarecimento adequado ao segurado/usuário sobre seus direitos.
c- Escolha da rede credenciada baseada apenas no custo do serviço prestado.
d- Descredenciamento de médicos que solicitam procedimentos de alto custo.
e- Dificultar o acesso ao sistema
f-  Negar ou dificultar autorização para procedimentos de alta complexidade.
A cultura do " baixo preço" tende  a aumentar o custo do serviço prestado devido ao aumento da complexidade administrativa e a necessidade de manutenção de um fluxo de caixa positivo pelos prestadores de serviço.
Esta situação acaba drenando recursos destinados ao atendimento médico para a gestão do serviço de saúde e criando uma atmosfera de cinismo, descrença e desconfiança entre todos os participantes do sistema.

Postagens sobre gestão de saude

2 comentários:

  1. A propósito... estou indignada com o plano que pago aqui em Fortaleza.
    Existe apenas UM cardiologista (para consultas) a disposição e sua conduta deixa muito a desejar. Não faz anamese, não orienta a realização de exames que o plano não cobre, medica sem esclarecer pra gente qual o nosso diagnóstico... é lamentável, é um absurdo, principalmente, em se tratando de cardiopatias, que são inúmeras, com inúmeras possibilidades de tratamento. O que fazer com esses maus profissionais??

    ResponderExcluir
  2. Olá Lila, realmente nosso sistema de saúde está com problemas em suas diversas áreas, os médicos inclusive. Apesar do pagamento pelo convênio ser baixo, nada justifica o mal atendimento, em nenhuma área. Sugiro ler o post http://foradoponto.blogspot.com/search/label/gest%C3%A3o%20da%20sa%C3%BAde.
    Obrigado pela visita.

    ResponderExcluir

Os fabricantes de dispositivos de fitness ou qualquer dispositivo com sensores relacionados com a saúde, geralmente são cuidadosos e r...