I M P O R T A N T E

As informações, sugestões e tratamentos citados neste blog e em seus links tem caráter apenas informativo, nunca substituindo a opinião ou conselho de seu médico.

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Consumo excessivo de café aumenta o risco de arritmias


Um novo estudo apresentado este mes no congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, sugere que o consumo excessivo de café sem uma alimentação saudável, aumenta os riscos de fibrilação atrial, uma das formas mais comuns de distúrbio no ritmo cardíaco (arritmias), a qual é responsável por um expressivo número de derrames e outros problemas cardiovasculares.


Anteriormente, vários estudos já sugeriam que o consumo de café pode trazer muitos benefícios para a saúde, incluindo a prevenção a problemas cardíacos e à doença de Alzheimer.

Mas, pesquisadores notaram que os pacientes que tiveram mais arritmia (fibrilação atrial) além de tomarem mais café, não seguiam uma dieta considerada saudável: a dieta mediterrânea.  Esta dieta tem como característica ter ser rica em frutas, hortaliças, peixe, grãos integrais e azeite de oliva. e consumiam a maior parte de seus antioxidantes através do café.
O grupo de pacientes que apresentou mais arritmias tinha como principal fonte de antioxidantes produtos de origem animal (carne vermelha e laticínios)
Os resultados da pesquisa mostram que os maiores bebedores de café tinham mais chances de ter fibrilação atrial do que aqueles que consumiam menos cafeína.

O estudo sugere que o consumo excessivo de café aumenta o risco de arritmias em pessoas sem doença cardíaca aparente.

7 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Meu nome é Giuliano. Sou asmático e faço uso do medicamento fumarato de formoterol e budesonida. Eu tenho o hábito de fazer uma hora de corrida em esteira pelo menos três vezes por semanas e durante as corridas faço uso de frequencímetro. Tenho observado que os meus batimentos cardíacos, por exemplo, sem mais nem menos, passam de 140 btm para 220 batimentos por minutos por um breve periodo de tempo. Isto acontece algumas vezes durante a atividade física. Troquei de frequencímetro pensando que ele poderia estar defeituoso, mas ocorreu a mesma coisa com o novo frequencímetro. Gostaria de saber se isto poderia ser um sintoma de fibrilação atrial, se corro algum risco e se o problema pode ser resolvido em qualquer cardiologista. Meu e-mail é ______@____.com.br (comentário editado para evitar divulgação do e-mail)

    ResponderExcluir
  3. Olá Giuliano é usual que durante a atividade física aumente a frequência dos batimentos cardíacos. Além disto, algumas medicações utilizadas para o tratamento de asma também causam aceleração dos batimentos. Estes mesmos medicamentos podem causar arritmias como a fibrilação atrial. De qualquer modo, a causa mais frequente deste tipo de achado é o mal funcionamento (ou perda de contato adequado)do sensor do frequencímetro. Conforme comentastes, com estes aspectos técnicos resolvidos, um cardiologista deve solicitar um teste de esforço. Este exame irá medir teus batimentos em equipamentos mais adequados para que eventuais arritmias possam ser diagnosticadas, se presentes. Obrigado pela visita, volte sempre.

    ResponderExcluir
  4. Dr. sou Andreia e um dia acordei com falta de ar e com coração acelerado, como trabalho numa UBS e falei com a médica da minha equipe e constatou arritmia estava 110bpm.
    Dois dias após o ocorrido fiz um eletrocardiograma e constou fibrilação atrial e fiz exame para tiróide e farei o exame de ecocardiogrma com doppler colorido, a minha médica me receitou Atenolol 25mg e meu cardíaco anda de 46 a 55 bpm ...devo me preocupar? E essa fibrilação atrial pode ter sido pelo estado de ansiedade, estresse que estava passando? Obrigada

    ResponderExcluir
  5. Olá Andréia existem diversas situações que podem levar ao surgimento de fibrilação atrial. Aqui no blog existem diversas postagens sobre este assunto ( http://tinyurl.com/nzhdj62 ). Não esqueça de ler os comentários.
    Obrigado pela visita

    ResponderExcluir
  6. Eu tomo pouco café, mas quando tomo o meu coração aumenta bastante. O que pode ser? O meu nome é Jackson

    ResponderExcluir
  7. cara isso é verdade do café dar problema cardiaco pq com 10 anos começei tomar café agora com 16 anos tenho problemas cardiacos,mas o que começou eu tomar café foi o computador eu usava café para matar minha fome,quando jogava jogos tal..

    ResponderExcluir

Dia do portador de marcapassos

Em comemoração ao  Dia do Portador de Marcapasso , 23 de setembro, cardiologistas de todo o Brasil vão promover uma campanha orienta...