I M P O R T A N T E

As informações, sugestões e tratamentos citados neste blog e em seus links tem caráter apenas informativo, nunca substituindo a opinião ou conselho de seu médico.

domingo, 30 de agosto de 2009

Fibrilação Atrial: o que é ?



A fibrilação atrial é uma alteração dos batimentos do coração caracterizada por batimentos irregulares, com pausas de duração diferente entre eles. Afeta as câmaras superiores do coração chamadas de átrios (esquerdo e direito). Esta irregularidade é transmitida as câmaras inferiores (ventrículos) encarregadas de bombear o sangue. Isto causa os batimentos irregulares e a perda do sincronismo entre as quatro câmaras.

Sintomas causados pela fibrilação atrial

Os pacientes com fibrilação atrial podem ter os mais variados sintomas. Frequentemente eles estão associados  algum dos seguinte aspectos:





















- aumento da freqüência cardíaca: sensação de aceleração dos batimentos, de maneira irregular, palpitações

- diminuição da frequencia do coração: tonturas, diminuição da visão, perda de memória e desmaios (síncope)
- irregularidade dos batimentos cardíacos: batimentos irregulares, sensação de "falhas" dos batimentos, palpitações
- perda do sincronismo entre os átrios e ventrículos: falta de ar, fadiga
Pessoas que tem doenças nas artérias que irrigam o coração (coronárias) podem agravar o quadro de angina com dores mais freqüentes.
Complicações a conseqüência mais devastadora é o surgimento de derrames cerebrais transitórios ou permanentes. Como os átrios não se contraem regularmente,  pode acontecer do sangue ficar sem com transito mais lento e formar trombos (aglutinados de componentes do sanguíneos), os quais se liberam do coração e podem serem levados até os cérebro, impedindo que o sangue chegue nas células cerebrais. Sem sangue as células nervosas deixam de trabalhar e deficiências motoras ou sensoriais acontecem. Este tipo de problema pode ser transitório ou, frequentemente, deixando sequelas permanentes, 
Tipos de fibrilação atrial:  A classificação da fibrilação atrial é realizada conforme a duração da arritmia.
  - Quando a arritmia está sempre presente é chamada de fibrilação atrial crônica ou permanente.
  - Quando a arritmia é muito frequente alternando-se com períodos de ritmo normal é chamada fibrilação atrial persistente.
  Quando o ritmo do coração é normal e os períodos de arritmias são raros ou pouco freqüentes é a chamada fibrilação atrial paroxística.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os fabricantes de dispositivos de fitness ou qualquer dispositivo com sensores relacionados com a saúde, geralmente são cuidadosos e r...